Friday, December 28, 2007

A mulher do xaile negro

Ave de mau agoiro, harpia,
fome inextinguível,
garras afiadas,língua aguçada,
onde pressinta uma fraqueza,
ela ataca, vítima após vítima,
indiferente ao amor, ao sexo, à vida.
Algures ela espreita,
morte insaciável,
inteligência pura.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home