Tuesday, March 18, 2008

Fragmento X

No dia em que nasci
nenhuma estrela cadente
rasgou a noite,
nenhum cometa assinalou o dia.
Na cidade não houve
explosão de fogo preso.
Mas os teus olhos, Mãe,
risonhos e límpidos,
acompanharam-me sempre.

Sem ti a vida
não é dádiva, amor,
é morte antecipada,
desesperança sem sossego,
inquietação sem paz.
Sem ti a vida não faz sentido.
Sem ti eu deixo de existir.

2 comments:

RAA said...

As mães dão-nos ao mundo, e levam uma porção de nós com elas.

estrelicia esse said...

É mesmo assim!