Thursday, June 05, 2008

As Naus de Verde Pinho

Sempre que em teu pensamento
o verde pinho florir
abre os teus sonhos ao vento
porque é tempo de partir.

E sempre que mais adiante
não houver porto de abrigo
tens o astrolábio e o quadrante
passarás além do perigo.

Lá onde a noite apresenta
forma e corpo de diabo
vencerás mar e tormenta
passarás além do Cabo.

Verás então o caminho
do outro lado de aqui
e uma nau de verde pinho
que te leva além de ti.

Manuel Alegre, As Naus de Verde Pinho, Viagem de Bartolomeu Dias contada à minha filha Joana (excerto).

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home