Sunday, June 15, 2008

Em directo, Avelino de Almeida

Como o Sol bailou ao meio-dia em Fátima

(...) O Sol nasce, mas o cariz do céu ameaça tormenta. As nuvens acastelam-se sobre Fátima. Nada, todavia, detém os que por todos os caminhos e servindo-se de todos os meios de locomoção para lá confluem. (...)
O ponto da charneca de Fátima, onde se disse que a Virgem aparecera aos pastorinhos de lugarejo de Aljustrel, é dominado numa enorme extensão pela estrada que corre para Leiria, e ao longo do qual se postaram os veículos que lá conduziram os peregrinos e mirones. (...)
A hora antiga é a que regula para esta multidão, que cálculos desapaixonados de pessoas cultas e de todo o ponto alheias às influências místicas computam em trinta ou quarenta mil criaturas... A manifestação miraculosa, o sinal visível anunciado está prestes a produzir-se - asseguram muitos romeiros... E assiste-se então a um espectáculo único e inacreditável para quem não foi testemunha dele. (...)

Avelino de Almeida, Ourém, 13 de Outubro, 1917.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home