Sunday, June 15, 2008

Fragmento XV

Será o milagre uma questão de visão ou interpretação?
Olhando para o mesmo fenómeno uns vêem o sol bailar, outras vêem o rosto da Virgem Maria e outros nada vêem de especial.
Cada criatura é um enigma da vida. A diferença entre o modo como se vê o mundo e o mundo em si é ténue para cada um e infinita entre todos. Um objecto, uma cena vista, claramente, por cada um não é um dado, plenamente, objectivo para todos. Tudo varia consoante a perspectiva.
Olhando para o sol em Fátima todos apreenderam as mesmas cores e formas mas, de facto, não viram a mesma coisa: alguém viu o sol bailar, outro, o rosto cintilando da Virgem Maria, muitos nada viram de especial senão o sol coruscando, momentaneamente, num dia de chuva.
Que vejo eu na imagem?
Vejo apenas uma multidão expectante e ansiosa, o sol sorrindo por entre as nuvens carregadas e sombrias. Um lampejo de beleza. Um momento de eternidade.

Leonardo Ventura, Memórias da I República Democrática

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home