Saturday, June 14, 2008

Fragmento XLVIII

Os incréus não acreditam na existência de Deus ou do Amor mas quase todos acreditam no Inferno e no Ódio e apontam com dedo acusador a miséria que existe à sua volta. Os crentes que acreditam que o paraíso possa existir, valentemente, descrevem o mundo ideal que os justos habitarão um dia. Segundo esta visão compensa ser justo. Pelo menos, na minha opinião, tem a vantagem de promover simultaneamente a justiça e a esperança. E onde há esperança o ar é mais leve e o fardo da existência menos pesado e fácil de transportar. Afinal tudo o que nos exigem é uma vida regrada, regida pelas normas do bem comum, do coração e da razão.
Deus também habita, oculto, no coração das gentes. Basta ouvi-la, à voz do coração.

Leonardo Ventura, Confissões Involuntárias

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home