Thursday, May 29, 2008

Busca Nocturna

No meu leito, durante as horas nocturnas,
busquei o amado do meu coração:
"Levantar-me-ei e darei voltas pela cidade,
pelas ruas e pelas praças;
buscarei o amado do meu coração".
Procurei-o e não o achei.
Encontraram-me os guardas que rondam a cidade:
"Vistes, acaso, aquele que o meu coração ama?"
Mal os tinha ultrapassado,
quando encontrei o amado do meu coração;
abracei-o e não o deixava,
até introduzi-lo na casa da minha mãe,
no quarto daquela que me deu a luz.
Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém,
pelas gazelas ou pelas corças do campo;
não perturbeis nem acordeis o meu amor
até que ela o queira.

Càntico dos Cânticos

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home