Friday, May 16, 2008

Fragmento XVI

Sabes, não sabes?
Da chave que não existia,
dos vidros partidos,
do cofre saqueado,
do amor abandonado,
das cicatrizes,
do encontro, do desencontro,
da partida sem caminho de regresso.
Através da chuva, através do vento,
através da noite, através do tempo,
a vida e a morte caminham unidas
e em cada passo,
as vigas esboroam-se,
o tecto vacila,
a casa tomba.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home